China inaugura a maior ponte marítima do mundo, com 55 km de extensão


Autor: Álvaro Marinho
Data publicação: 23/10/2018

A ponte liga Hong Kong-Zhuhai-Macau e foi desenvolvida para suportar terremotos e tufões.

O presidente da China, Xi Jinping, anunciou na manhã desta terça-feira, 23, a abertura da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macao, na cidade de Zhuhai, que fica ao sul da China, na Província de Guangdong.

Em nome do Comitê Central do Partido Comunista da China (CPC), Xi, que também é secretário-geral e presidente da Comissão Militar Central do CPC, expressou sinceros agradecimentos para aqueles que participaram na construção e manutenção da ponte.

A ponte de 55 quilômetros de extensão liga a Região Especial Administrativa de Hong Kong (SAR, sigla em inglês), Zhuai e Macao. Esta ponte é o primeiro trabalho conjunto da província de Guangdong, Hong Kong e Macau, que se uniram para levar adiante este projeto grandioso transoceânico sob o lema “um país, dois sistemas”.

Após a cerimônia de inauguração, o presidente Xi inspecionou a ponte em um veículo. Durante esta inspeção, Xi subiu a plataforma para olhar sobre a ponte na ilha artificial leste, que é uma parte essencial da estrutura. “A ponte é um projeto nacional e vocês tiveram parte no design, construção e manutenção dela, graças ao talento e sabedoria de vocês”, afirmou o presidente chinês.

A construção da ponte custou cerca de US$ 20 bilhões. A viagem entre Zhuhai e Hong Kong, por exemplo, que levava três horas de carro, foi reduzida para apenas 30 minutos.

Para erguer a ponte, foram utilizadas mais de 420 mil toneladas de aço, cerca de 60 vezes mais do que a quantidade usada para construir a Torre Eiffel, em Paris, na França. A obra também envolveu mais de 14 mil trabalhadores e 100 navios.

A complexa construção começou em 2009 e estava planejada para ser concluída em 2016, mas registrou diversos atrasos no cronograma. A obra também é alvo de polêmicas devido aos altos custos e à morte de 18 trabalhadores em serviço. Engenheiros garantiram que a ponte consegue resistir a terremotos de até oito graus na escala Richter, além de ter sido projetada para durar pelo menos 120 anos.

Com CN e Reuters

Fan Page

Informativo

Social

  • © Copyright 2017 Faculdade Catolica de Mato Grosso - FACC - Todos os direitos reservados.